Encerramento do 1° Semestre e Festa de São João | Circular #7

Esta circular tem por finalidade informar sobre as atividades relativas ao final do 1° semestre.

Os Relatórios de Avaliação serão entregues, estando os professores e a coordenação da escola à disposição dos pais para esclarecerem qualquer aspecto da avaliação que se faça necessário.

Constam também na circular, informações sobre a nossa festa de São João, que será realizada no dia 19.06, o retorno às aulas e a taxa de material do 2° semestre.

É necessária a devolução da circular no classificador de avisos da criança devidamente assinada.

Quem ainda não tem, poderá imprimir em pdf aqui no blog no link abaixo ou solicitar na secretaria.

Atenciosamente,
A Direção.

Circular 7 – Encerramento do 1° Semestre, Festa de São João e outros.pdf

Anúncios

A Origem do São João

O mês de junho é mês de São João, um dos eventos mais festejados do Brasil, mas como surgiu mesmo a festa junina?

Festas juninas ou festas dos santos populares são celebrações que acontecem em vários países historicamente relacionadas com a festa pagã que era celebrada no dia 24 de junho e cristianizada na Idade Média como “Festa de São João“. Os outros dois santos populares celebrados nesta mesma época são São Pedro e São Paulo (no dia 29) e Santo Antônio, o santo casamenteiro (no dia 13).

Essas celebrações são particularmente importantes no Norte da Europa, mas são encontrados também em outros países.

As Festas Juninas são celebradas em todo o Brasil, principalmente na Região Nordeste.

As Festas Juninas são celebradas em todo o Brasil, principalmente na Região Nordeste.

No Brasil, esta festividade foi trazida pelos portugueses durante o período colonial.

Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas.

Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.

Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na Região Nordeste as festas ganham uma grande expressão, pois como é uma região onde a seca é um problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura.

Além de alegrar o povo da região, as festas representam um importante momento econômico, pois muitos turistas visitam cidades nordestinas para acompanhar os festejos.

A maioria da comida típica desse período é feita de milho pois esta é a época de colheita, então grande parte dos doces, bolos e salgados, relacionados às festividades, são feitos deste alimento. Pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca, bolo de milho são apenas alguns exemplos.

As tradições fazem parte das comemorações. As fogueiras servem como centro para a famosa dança de quadrilhas. Os balões também compõem este cenário, embora cada vez mais raros em função das leis que proíbem esta prática e dos riscos de incêndio que representam.

O amendoim, o milho, a pamonha são exemplos de comidas típicas desse período.

O amendoim, o milho, a pamonha são exemplos de comidas típicas desse período.

No Nordeste, ainda é muito comum a formação dos grupos festeiros. Estes grupos ficam andando e cantando pelas ruas das cidades. Vão passando pelas casas, onde os moradores deixam nas janelas e portas uma grande quantidade de comidas e bebidas para serem degustadas. O forró também é um ritmo musical e dança a dois muito consumido pelos nordestinos nesse período.

Já na região Sudeste, são tradicionais a realização de quermesses. Estas festas populares são realizadas por igrejas, colégios, sindicatos e empresas. Possuem barraquinhas com comidas típicas e jogos para animar os visitantes. A dança da quadrilha geralmente ocorre durante toda a quermesse.

Como Santo Antônio é considerado o santo casamenteiro, são comuns as simpatias para mulheres solteiras que querem se casar. No dia 13 de junho, as igrejas católicas distribuem o “pãozinho de Santo Antônio”. Diz a tradição que o pão bento deve ser colocado junto aos outros mantimentos da casa, para que nunca ocorra a falta. As mulheres que querem se casar, diz a tradição, devem comer deste pão.

Fonte: http://www.suapesquisa.com/musicacultura/historia_festa_junina.htm

Anatomia das Mães – Texto e vídeo do jogral com as pedagogas

No final das apresentações do dia das mães, as pedagogas da Arca de Noé fizeram um jogral com esse belo texto A Anatomia das Mães. Leia o texto e assista ao vídeo.

______________________________________________________________________________

ANATOMIA DAS MÃES – O INSTINTO MATERNO EM TODO SEU ESPLENDOR

Anatomia das mães, além do coração materno. Aparentemente, as mães assemelham-se a qualquer outro ser do sexo feminino. Mas não é bem assim!

A partir do momento em que são mães, a maioria das mulheres começa a manifestar características únicas e muito especiais. Conheça aqui algumas.

Olhos
Os olhos da mãe podem ser de qualquer cor e devem ser capazes de ver o que mais ninguém vê. Duma maneira geral, a expressão dos olhos deve ser suave e amistosa, mas deverá ter a capacidade de “soltar faíscas” nos momentos certos. Uma ferramenta tipicamente usada por todas as mães, independentemente da cultura de cada país, são os “olhos atrás das costas”.

Nariz
Ah, o nariz!… Capaz de cheirar uma fralda recheada a 50 metros! Até agora, não há provas de que a teoria do “maior é melhor” funcione neste caso. Algumas mães têm narizinhos muito pequeninos que parecem não funcionar, mas que na realidade conseguem “cheirar” quantos cigarros fumou o seu filho adolescente. Mas o nariz da mãe também tem sempre o prazer de cheirar os ramos de flores oferecidos pelos filhos.

Boca
Além da sua localização na entrada do aparelho digestivo, que permite que as mães estejam sempre bem alimentadas e saudáveis, a boca tem outras características muito importantes. Deve ser capaz de cantar uma suave canção de embalar sem sair do ritmo e de conversar durante horas a fio. Dela devem sair palavras meigas e bonitas e muitos conselhos. A única regra absoluta é que nunca, mas mesmo nunca deve ser usada para insultar, desmentir ou humilhar uma criança. A mãe até pode estar zangada, mas a agressão verbal é totalmente proibida. Por outro lado, um requisito absolutamente obrigatório em qualquer boca de mãe é conseguir dar milhões de beijinhos aos seus filhotes e de, desta forma, curar qualquer dor, desde um arranhão a um desgosto amoroso.

Mãos
Complementos importantíssimos localizados na extremidade dos braços. Servem para tudo e mais qualquer coisa. Uma das suas principais funções é fazerem festinhas sem se cansarem. Apesar de estar expressamente proibida a sua utilização para fins violentos, são por vezes úteis na administração de uns leves açoites…

Braços
Devem ser fortes para carregar os filhos ao colo, para transportar os sacos das fraldas e todo o tipo de tralhas. Todas as mães têm mil e um braços invisíveis que chegam a todo o lado e a todos os filhos ao mesmo tempo. De entre as suas inúmeras funções, são indispensáveis para adormecer uma criança.

Ouvidos
Os ouvidos das mães devem estar preparados para todas as eventualidades 24 horas por dia. Devem ser capazes de ouvir um bebê choramingar na outra ponta da casa ou de escutar os cochichos da filha adolescente com as amigas. Devem ainda ter potência suficiente para aguentar a música dos Patinhos ou a birra de uma criança que quer um brinquedo. No entanto, é importante que estejam mal sintonizadas para as más disposições dos filhos mais rebeldes.

Peito
A sua primeira tarefa em relação aos filhos é fornecer-lhes alimento e aí são verdadeiras máquinas de leite, independentemente do seu tamanho ou forma. Possuem ainda uma função aconchegante, o que faz com que todos os bebês adormeçam com facilidade no colo da mãe.

Costas
Se bem que na sociedade ocidental não é assim tão comum, nalgumas culturas as costas da mãe são utilizadas como meio de transporte dos menorzinhos. No entanto, as barreiras culturais são ultrapassadas com a expressão “carregar o mundo às costas”, usada por todas as mães a nível universal.

Barriga
Este é o primeiro lar de todas as crianças. Conhecida pelas suas características interiores bastante aconchegantes, a barriga da mãe continua a ter algumas utilidades mesmo depois do nascimento. Juntamente com o peito, é o lugar preferido dos menorzinhos para valentes sonecas.

Coração
É, sem dúvida, o órgão mais importante de qualquer mãe. Apesar de não estar à vista (ainda bem!!) é o que tem mais manifestações exteriores. Quando combinado com os outros órgãos verificam-se resultados surpreendentes. Apresenta uma particularidade interessante: ainda que a sua dimensão seja relativamente reduzida, todos dizem que “o coração de uma mãe é do tamanho do Mundo”!

Clique aqui para baixar o texto A Anatomia das Mães em pdf.

Filmagens da nossa Festa do Dia das Mães

Não há nada mais emocionante em ser homenageada por aqueles aos quais dedicamos todo o nosso amor!

Começou com a chegada das mamães e alguns papais que foram logo se acomodando esperando o momento de iniciar as apresentações. Enquanto isso, passamos alguns vídeos para entretê-los como o vídeo da Turma Mônica, alguns clipes, etc.

As crianças estavam ansiosas, repassando a música e a coreografia para fazer bem bonito na hora de apresentar.

Algumas crianças, as menorzinhas, ficaram um pouco mais intimidadas na frente da platéia, outras acompanharam a professora sem nenhuma inibição.

Podíamos ver muitos sorrisos e lágrimas nos olhos!
Sem dúvida foi muito emocionante!

Após as apresentações, foram oferecidos salgadinhos e as lembrancinhas juntamente com os cupcakes decorado pelas próprias crianças foram entregues às mães.

Ficamos muito satisfeitos por terem gostado da nossa festa!!!

Abaixo estão as filmagens por sequência de apresentação. Curtam-nas!

A Decoração

Agrupadas I e II Matutino

Agrupadas III e IV Matutino

Agrupadas I e II Vespertino

Agrupadas III e IV Vespertino

A Festa de Comemoração do Dia das Mães

Foi uma festa linda! A arrumação caprichada aguardava pelas homenageadas: bolas coloridas, painel de arco-íris, telão, brindes, comidas e bebidas…
A homenagem foi realizada no pátio da escola nos dois turnos: matutino e vespertino.

As crianças entraram em ordem crescente. Primeiro os menores, agrupadas I e II, e depois os maiores, agrupadas III e IV.

Logo após as apresentações, as professoras fizeram um jogral com um belo texto sobre as habilidades desenvolvidas e o grande e incomensurável sentimento que surge quando uma mulher se torna mãe.

Além disso, tivemos um momento descontraído com lanches, fotos e entrega de lembrancinhas.

Ficamos muito contentes por terem gostado.
Realmente foi muito emocionante!

Em agosto teremos o Dia da Família. Não percam!!

Decoração caprichada - Homenagem do Dia das Mães - Arca de Noé 2012

Decoração caprichada

As mamães, e também os papais, compareceram - Homenagem do Dia das Mães - Arca de Noé 2012

As mamães, e também os papais, compareceram.

As lindas florzinhas alegres, cantando e dançando - Homenagem do Dia das Mães - Arca de Noé 2012

As lindas florzinhas alegres, cantando e dançando.

Veja também as filmagens da Festa do Dia das Mães.