Pai, eu estou observando você!

Os pais sãos nossos primeiros modelos quando nascemos. Seguimos seus exemplos porque acreditamos instintivamente que através deles teremos proteção e ensinamentos que nos ajudarão a viver e sobreviver. Ao mesmo tempo, o amor e a afetividade construídos criam laços e fortalecem vínculos.

A criança observa seus pais, os analisa. A mensagem passada através de cada atitude e comportamento é responsável pela construção da personalidade e do caráter desse indivíduo em formação. Portanto, cautela com o que diz ao seu filho. Na hora de repreendê-lo, explique o(s) porquê(s). De alguma forma ele entenderá e  ser-lhe-á eternamente grato.

Sugestões de Lanches | Nutridicas

Muitos pais, ao prepararem o lanche de seus filhos, colocam comidas com baixo ou nenhum valor nutricional. Pensando nisso, resolvemos sugerir alimentos que, além de serem deliciosos, são fundamentais para o desenvolvimento infantil.

  • Lanches nutritivos para as crianças levarem para a escola.

    Lanches nutritivos para as crianças levarem para a escola.

    Frutas (maçã, pêra, mamão, banana, morango, melão, manga, ameixa vermelha, etc.)

  • Bolo caseiro (simples, cenoura, laranja)
  • Bisnaguinha com requeijão
  • Bisnaguinha com queijo, presunto e pepino
  • Sanduíche com frios e alface
  • Pão de queijo
  • Rosquinhas polvilho doce
  • Rosquinhas polvilho salgado
  • Pizza caseira (sardinha, legumes)

Sugestões da nossa nutricionista Nívea Padilha.

Interação e diversão nas aulas de música | Aulas de Música

Aulas de música são pura diversão! Além do prazer que o cérebro sente ao ouvir a harmonia das notas musicais estimulando assim a sua cognição, a criança interage e se diverte muito cantando e dançando.

Veja os vídeos das aulas da Profª Luísa.

 

Por que o cérebro infantil reage positivamente a elogios?

Os elogios contribuem para o aprendizado infantil.

Os elogios contribuem para o aprendizado infantil.

Recentemente, uma matéria da Revista Veja mostrava o resultado de uma pesquisa em que o cérebro de crianças com idades até os 8 anos era mapeado, através de ressonância magnética, e estimulado de duas formas: com aprovação e com reprovação.

As aprovações eram aceitas e suas consequências eram positivas. Já as reprovações, segundo a pesquisa, não eram identificadas por crianças nesta idade, sendo compreendidas apenas posteriormente.

Enxergando possibilidades notórias na área cognitiva, educadores incentivam a utilização do resultado dessa pesquisa visando o aprendizado (tanto no desenvolvimento da capacidade, quanto na introdução de conhecimento).
Mas atenção: os estímulos pela aprovação tem de ser válidos, ou seja, é necessário que a criança perceba que merece tais elogios por algo que ela mesma realizou.

A importância dos animais de estimação para o desenvolvimento intelectual e afetivo das crianças

Viver em sociedade faz parte da natureza da maioria dos seres-vivos. Nós aprendemos a conviver em comunidade para nossa proteção física e emocional, e adquirimos esse aprendizado logo na primeira infância, principalmente quando inseridos na escola, em que a noção de compartilhamento é necessário para o bem-estar comum.

Os animais de estimação ajudam as crianças a superar momentos difíceis.

Os animais de estimação ajudam as crianças a superar momentos difíceis.

Ter um animal em casa traz diversos benefícios: o primeiro é a brincadeira. Animais de estimação como cachorro são quase sempre alegres e divertidos, qualidades inclusive que ajudam as crianças a superar momentos difíceis, como a separação dos pais por exemplo. O segundo ponto é a sensação de responsabilidade e empatia que a criança desenvolve. Ou seja, cachorros e gatos também sentem necessidade de comer, de beber, de passear, de carinho, de cuidado. A criança também percebe a consequência de suas ações: se bater eles fogem ou reagem agressivamente; se der afeto, eles se aproximam e/ou correspondem. Eo terceiro ponto é a compreensão do ciclo de vida: a gestação, o nascimento, os primeiros passos e também a morte.

Contudo, obter um pet não é responsabilidade das crianças. A experiência tem de ser prazerosa e os pais devem solicitar a ajuda dos filhos e orientá-los no que deve ser feito com os bichinhos, que jamais devem ser tratados como objetos ou dados como presente de aniversário ou dia das crianças e sim desejados e planejados.