Música e Movimento – Agrupada I 2013

A música é sensível aos ouvidos e, na primeira infância, a capacidade de captar ritmos e melodias é ainda maior. Muitas vezes, o corpo acompanha as marcações.

O estímulo sonoro aumenta as conexões entre os neurônios, auxiliando na melhoria de nossas capacidades de memorização e de raciocínio.

Vejam o vídeo com a professora Cléia e a Agrupada I.

Intolerância à lactose | Nutridicas

As pessoas com intolerância à lactose não conseguem digerir o açúcar natural presente no leite e nos laticínios

As pessoas com intolerância à lactose não conseguem digerir o açúcar natural presente no leite e nos laticínios

A intolerância à lactose é um problema que se torna mais comum com o avanço da idade. Os sintomas gerais são diarreias, produção excessiva de gases, cólicas, distensão abdominal e desconforto, além de náuseas e vômitos.

As pessoas com intolerância à lactose não conseguem digerir o açúcar natural presente no leite e nos laticínios e apresentam na verdade a ausência da enzima lactase. A enzima lactase é responsável por transformar, nos intestinos, a lactose nos açúcares glicose e galactose, que são facilmente absorvidos pela parede intestinal. Se essa enzima estiver ausente, a lactose não absorvida fermenta no intestino grosso e produz todos os sintomas dolorosos.

Existem exames laboratoriais, de sangue ou mesmo análise do DNA, que podem confirmar a produção insuficiente da enzima lactase.

Atualmente, são conhecidos três tipos de intolerância: a causada por um defeito genético, mais rara e de ocorrência em recém-nascidos; aquela  na qual há uma deficiência temporária na produção da enzima, comum no primeiro ano do bebê, e a que ocorre ao longo da vida, chamada de deficiência primária, causada por uma tendência natural à diminuição da produção da lactase.

O importante é procurar tratamento o mais rápido possível, através de um médico gastroenterologista e um nutricionista.

Geralmente, os sintomas podem ser aliviados ao se eliminar a lactose da alimentação.

É importante não esquecer que deve se evitar todo o tipo de laticínio, como leite e derivados. Além disso, o médico pode sugerir a ingestão de suplementos de lactase sob a forma de líquido ou cápsulas.

Adaptação do texto Quando o leite é o inimigo, do Hospital Albert Einstein pela nossa nutricionista Nivea Padilha